sábado, 9 de junho de 2012

Coração quebrantado


Quebrantamento de coração. O dicionário Priberam da língua portuguesa define quebrantamento como ato ou efeito de quebrantar; por sua vez quebrantar, entre suas definições encontramos:
1. Quebrar.
2. Amassar.
3. Abater; arrasar.
4. Vencer; domar; amansar.
7. Enfraquecer; debilitar; tirar a energia, diminuir o vigor.
8. Prostrar
9. Perder a força moral, a energia, o vigor.
11. Debilitar-se; enfraquecer-se.
O que quebranta coração são separações, empregos perdidos, afastamentos, namoros rompidos, esposas e maridos que vão embora. Isto quebra o coração.
Mas este não é o quebrantamento de coração, o quebrantamento que ocorre quando alguém se afasta de Deus. Quando por uma insensatez, por alguma tolice, tropeçamos, e a presença de Deus vai embora. Daí ficamos sozinhos, sem a presença de Deus.
Vamos avaliar a vida do Rei Davi, e especialmente o episódio do adultério com Betseba, a mulher de Urias.
Davi, assim como muitos outros, foi um homem vulnerável a queda. Por quê? A resposta é simples, porque ele foi abençoado. Ele foi escolhido entre seus irmãos (que o desprezavam), por ser o menor, aquele que não valia pena ser escolhido como rei.
Estas são as pré-condições ideais para alguém cair em tentação. A vulnerabilidade se manifesta quando percebemos que não merecemos nada. Quando um dia não tínhamos nem sequer o sonho de assumir um lugar mais alto, deter uma posição de autoridade. E aos poucos somos levados à posição de autoridade (de importância). Como aqueles que começaram sua carreira em um lugar sem importância, com pouco dinheiro e de repente Deus honra, e te coloca num alto lugar. Tente lembrar de há 5 ou 10 anos atrás você sonhava em ter o que tem hoje.
Davi conforme Atos 13:22 diz “...Achei a Davi, filho de Jessé, homem conforme o meu coração, que executará toda a minha vontade.” Algo dentro do coração de Davi bateu em sintonia com o coração de Deus. Deus olhou para Davi com um sorriso especial. Assim como Deus já sorriu para você muitas vezes.
Algumas quedas nos fazem refletir, a repensar nossos atos. Bom é aprender sem cair, mas Deus usa nossas quedas para quebrantar o coração. Tente se lembrar de vezes em que caiu, e esta queda te aproximou de Deus.

Algumas pré-condições da queda

II Samuel 11: 2 a 5

1. II Samuel 11 – Davi não estava em fuga, fugindo da fúria de Saul. Estava em casa descansando.

Após anos fugindo da fúria de Saul. Davi esta seguro, livre das perseguições. Ele não está no campo de batalha e sim em casa, descansando; provavelmente almoçou a foi dormir (soninho da tarde). Davi levanta da cama e vê uma mulher jovem, bonita. Infelizmente Davi não estava preparado para aquela tentação.
Jó capítulo 31:1 “Fiz acordo com os meus olhos de não olhar com cobiça para as moças.”
Davi não tinha feito este compromisso. Precisamos fazer o mesmo acordo com nossos olhos. De sempre desviá-los quando sentirmos a vontade de olhar. Se Davi tivesse desviado seu olhar por um instante, ele não teria pecado contra Deus.

2. Mesmo sendo homem segundo o coração de Deus não parou para consultar ao seu Senhor.

Davi não consultou nenhum ninguém, alguém que também amasse a Deus, mais consagrado que ele ou mesmo o profeta ou um sacerdote que pudesse orientá-lo. Não consultou ninguém. Precisamos de alguém que nos ajude, precisamos ser discipulados. Precisamos receber conselhos, oração, e instruções diversas diante de Deus.
Um discipulador te fará perguntas que você não quer responder, perguntas do tipo: Como está sua vida? Porque não veio a igreja? Como você trata seus familiares? O que você faz na internet? Quais filmes você assiste quando está sozinho? Quem você segue no Tweeter? Mas são estas perguntas que nos mantém de pé.
Provérbios 4:23 “Sobre tudo o que se deve guardar, guarda o coração, porque dele procedem as fontes da vida.”
Quando sair da cama, procure pela palavra de Deus, pela leitura da bíblia, pela oração ou mesmo pelo simples pensar em Deus. Faça um muro em torno do seu coração para que o pecado não possa entrar. O Senhor vê o caminho do homem e examina seus passos. Repito que se Davi tivesse fechado os olhos por um instante, ele não teria caído.
Provérbios 28:18 “Quem procede com integridade viverá seguro, mas quem procede com perversidade de repente cairá.”
Gênesis 4:7 “Se você fizer o bem, não será aceito?”
Lembre-se de José na casa de Potifar. Andando em sua integridade ele ficou seguro, mesmo que custando muito caro. Lembre-se de sua própria vida, quando você esteve seguro em sua integridade. Lembre-se de quando você não teve integridade e não pôde andar seguro.

3. O que mais fez tornou Davi vulnerável foi sua posição como Rei. Um rei tem direitos, privilégios.

Na cultura romana, além da esposa; o dono da casa tem direitos sexuais sobre qualquer mulher da casa. Davi era rei, vimos que ele não teve problemas em trazer a esposa de Urias para sua casa. Ninguém o questionou, a posição de Davi constrangeu todos à obediência inquestionável. Muito cuidado quando você estiver acima das regras, acima da lei ou acima de qualquer suspeita.
Efésios 5:3 – “Vocês fazem parte do povo de Deus; portanto, qualquer tipo de imoralidade sexual, indecência ou cobiça não pode ser nem mesmo assunto de conversa entre vocês.”
A bíblia nos ensina a fugir dos desejos da juventude. Precisamos seguir a justiça, a fé, o amor e a paz.
Jó 1:1 – Diz que Jó “Era homem íntegro e justo; temia a Deus e evitava o mal.”

4. Atitudes que contribuem para a queda:
  • Orgulho
  • Atitude de superioridade
  • Resistencia a prestação de contas
  • Mágoa
  • Pessoa que acha que merece ser trado diferente dos demais
  • Desejo descontrolado de alcançar sucesso
  • Convicção de que a tentação sexual não pode atingir
Tiago 1: 14 e 15
A tentação sempre começa no desejo do próprio coração. Aquilo que você não deseja (não pensa), isto nunca será tentação para você. Mas de tanto pensar, desejar; é questão de tempo até o pecado se consumar.

5. Davi pode ter pensado que a severa lei de Deus contra o adultério poderia ser flexibilizada.
Os padrões morais dos povos vizinhos não eram tão duras quanto os padrões Israelistas. Talvez tenha pensado o que muitos hoje pensam: “Todo mundo faz.” ou “Isto é normal” ou “Não tem nada não” A falta de culpa diante do pecado é um sinal da falta de Deus.
Salmos 51:1-2: “Tem misericórdia de mim, ó Deus, por teu amor; por tua grande compaixão apaga as minhas transgressões. Lava-me de toda a minha culpa e purifica-me do meu pecado”.
Salmos 51:10: “Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto.”

6. Sinais de um coração quebrantado
1. Reconhecer que pecou contra Deus e somente contra ele;
2. Reconhecer que qualquer sentença de Deus é justa e totalmente merecida;
3. Um coração quebrantado não tenta fugir da culpa, não criam defesas falsas e furadas;
4. Saber que Deus atende a um coração contrito e quebrantado. Por isto clamar pela misericórdia de Deus, pois sabe que Deus é misericordioso e de grande compaixão.
5. O coração quebrantado não atribui a ninguém a culpa pelo seu pecado, pelo contrário assume completamente a culpa pelo próprio pecado.

Autor: Dr. Russell P. Shedd [transcrito e editado por Ricardo Moreira Braz do Nascimento]

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Conte o que achou!

Postar um comentário